quarta-feira, 29 de julho de 2009

Selinho!!!


Gente! Ganhei meu primeiro selinho!!! Muito lindo! Ganhei da Mãe do Pitoco. Muito obrigada!!!
As regras são:

Escrever uma lista com 8 características minhas:
1. ansiosa
2. simpática
3. apaixonada por livros
4. carinhosa
5. gosto das coisas do meu jeito
6. dedicada aos que eu amo
7. companheira
8. super hiper apaixonada pelo Matheus!!!

Convidar 8 blogueiros para receber o selinho:

1. Minha nova vida de noiva
2. Resumo da Ópera
3. Histórias de Mateus
4. Blog da Grávida
5. Alê Belerique
6. Livros, livros e livros
7. Motherholic
8. Meu projetinho de vida

Comentar no blog de quem deu o selo.

Comentar nos blogs que vão receber o selo.

domingo, 26 de julho de 2009

Semana Mundial de Aleitamento Materno


Está chegando mais uma semana mundial de aleitamento materno, que vai acontecer de 1 a 7 de agosto. O blog Astronauta está com uma campanha muito legal de blogagem coletiva.

A idéia é que as mães contem suas histórias sobre amamentação.

Como ainda não tenho nenhuma história, estou apenas divulgando a campanha delas!

Já dei algumas dicas sobre amamentação aqui.

Se você tiver alguma dica ou história para contar sobre amamentação passe participe da campanha!!

37 semanas

Estou na 37ª semana de gravidez

O bebê

Os últimos preparativos continuam a toda dentro do útero. Seu filho, nesta semana, está se livrando de algumas coisas de que não vai precisar na viagem da 40a semana. O lanugo - aqueles pêlos bem finos que cobriam seu corpo - está prestes a se tornar uma lembrança do passado. A pele também deu adeus à vernix caseosa, uma cera escorregadia que a protegia. Tudo isso foi parar no líquido amniótico, que o pequeno inspira, expira e engole sem parar. Daqui a quatro semanas, ele também não precisará mais dessa substância. Mas, se por acaso nascer por esses dias, já não será mais considerado um bebê prematuro.

A gravidez

De repente, você começou a respirar melhor. Sabe por quê? Porque o bebê se moveu um pouco, procurando se encaixar na pelve - ele sabe que só restam três semanas e está se preparando para a hora H. Nessa posição, ele fica com a cabeça voltada para baixo, diminuindo a pressão na parte superior da sua barriga. Que alívio, não? As consultas com o obstetra continuam e, agora, devem ser ainda mais freqüentes. Na próxima visita ao médico, pergunte a ele sobre os sinais que indicam o trabalho de parto. E não se esqueça de se informar sobre as contrações. São elas que vão avisar, como um perfeito relógio, o momento exato em que o bebê vai nascer.


*** Nos restam 3 semanas se o Matheus nascer na 40a semana... mas já ouvi dizer que somente 5 % dos bebês nascem na 40a semana... então será que temos menos tempo do que isso?! É tão engraçado como mudam nossas emoções... até semana passada não estava muito ansiosa, sabia que faltava tempo, que o Matheus não estava pronto, mas agora que já fiz a última ultra e vi que ele está prontinho e que pode resolver nascer a qualquer momento me bate uma aflição... Será que vou estar pronta também?!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Última ultrassonografia

Ontem fiz minha última ultrassonografia, tão lindo que meu menino está!!!!
Não posso mais falar meu pequeno, pois ele é bem grandinho!!!!!!! Ele está pesando 3kg e mede aproximadamente 50 cm.
O médico falou que nessas 3 últimas semanas ele ainda ganha 200 gramas por semana, então vai nascer um meninão!!!!
Além dele estar todo perfeito e praticamente pronto para nascer o mais legal da ultra foi saber que ele já tem cabelo!!!!
Não quis fazer a tão falada ultra 4D, pois achei melhor ver a carinha dele pessoalmente.
Vou no meu tão querido médico segunda e depois conto para vocês o que ele diz sobre a previsão da data do nascimento do Matheus!!!!

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Mala da maternidade!

Já contei que arrumei a mala da maternidade depois que ganhei uns saquinhos para organizar as roupinhas, mas não tinha colocado fotos! São tão lindo que merecem, não acham?!





terça-feira, 21 de julho de 2009

Hora do Sono!!

Notícias boas devem ser compartilhadas!!!
Ganhei no sorteio do blog Motherholic o tão divulgado kit do Dr. Carneiro!!! Estou super ansiosa para o Kit e o Matheus chegarem!!!!!
Mas enquanto isso não acontece vou contar um pouco da minha rotina de sono nessas últimas semanas...vocês puderam perceber pelo post anterior que não ando muito animada com o final da gravidez... é extremamente cansativo, mas muito bom, pois o bebê está maior e posso sentir os movimentos dele com mais clareza! Mas não vou negar que curti muito mais o segundo trimestre!!! Fugi completamente do assunto...
Voltando... dormir nessas últimas semanas não tem sido nada fácil... é sede e vontade de fazer xixi se revezando para me acordar e o Matheus que só me deixa dormir virada para o lado direito, o que está me rendendo uma baita dor no ombro e muitas risadas durante a noite, pois se viro para o lado esquerdo ele me empurra tanto que não tenho outra alternativa senão voltar para o lado que ele quer.... menino cheio de personalidade já!!!
Quero só ver quando ele estiver no berço dele se vai se comportar virado para o lado direito...

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Quase acabando...

Quando ouvimos histórias de gravidez só nos contam as partes boas dos nove meses e sobre o sofrimento do parto, o que nos faz crer que a única parte ruimzinha é o que passaremos durante as horas que estamos no hospital tendo nossos lindos bebês...
Só que as pessoas esquecem de mencionar todas as dorezinhas e incomôdos que nos acompanham durante os nove meses, já ouvi dizer que depois que os bebês nascem as mães esquecem algumas coisas...
Minha gravidez foi quase um mar de rosas... por isso nem tenho muito do que reclamar... ao contrário do que se espera meus primeiros meses foram muito melhores do que estão sendo os últimos...
Contei aqui uma vez que não tive nenhum sintoma de começo de gravidez, e fiz Yoga do terceiro até o oitavo mês, o que me previniu contra muitas dores nas costas, nas pernas, nos braços...
Foi no oitavo mês que "meus problemas" começaram... minha barriga começou a ficar de um tamanho absurdo, tipo Bella Cullen (para os leitores de Amanhecer, o último livro da saga do Crepúsculo).
E todo esse peso anda acabando comigo... acho que não tem uma parte do meu corpo que não está dolorida... tem as partes comuns, tipo as pernas, as costas, o quadril (esse coitado dói demais...) mas até meu ombro e dedos da mão doem!
Sem contar que a barriga dói demais!!! E o tempo todo! É uma dor que repuxa, mexe, vira, conforme o bebê quer... é uma delícia sentí-lo mexer, mas é melhor emocionalmente do que fisicamente, se é que me entendem...
Cada uma dessas dores não é nada sozinha, o problema é o conjunto... que me deixa muito cansada.
Por isso junto com o começo do meu nono mês começou também meu repouso. Meu médico me deu 15 dias de atestado para que eu ficasse sossegada repousando enquanto espero meu pequeno, e no final desses 15 dias já vai estar na hora dele chegar!!!!
Essa é a minha visão da barriga!!!

domingo, 19 de julho de 2009

36 semanas

Você está na 36ª semana de gravidez

O bebê

Está quase tudo pronto para a aventura da 40a semana. Mas, antes de conhecer o mundo, seu bebê está recebendo os retoques finais. Os cotovelos e os joelhos agora formam covinhas. E o rostinho está bochechudo. Ele não vê a hora de sair - parece até que notou a expectativa dos pais, que estão ansiosos por sua chegada. Aliás, ele já deve estar na posição correta para nascer. Ou seja, de cabeça para baixo, para logo se encaixar na pelve.


A gravidez
Faltam apenas quatro semanas para você ser mãe (MEUDEUSSSS!!!). É o momento de providenciar todos os telefones e endereços de e-mail das pessoas que você deseja avisar quando o bebê nascer. Se você ainda não fez isso, anote-os na sua agenda e guarde-a logo na mala da maternidade. Quando a hora chegar, peça para o seu companheiro para avisar a todos a grande novidade. Cansaço e fadiga são ainda comuns nos últimos dias de gestação. Por isso, tenha sempre à mão um garrafa de água para se manter hidratada. Frutas e lanchinhos também são indicados no intervalo das refeições, que, por sinal, devem ser ainda mais leves agora. Tudo para evitar sobrecargas.

***Estive ausente essa semana pois foi minha última semana no trabalho, então tive que colocar tudo em ordem e passar todo o trabalho... fiquei sem tempo nenhum!
Mas agora estou de volta e com tempo para curtir as últimas semanas do Matheuszinho aqui dentro... Meu médico sugeriu bastante descanso mas também passou um monte de exames!!

domingo, 12 de julho de 2009

35 semanas

Estou na 35ª semana de gravidez

O bebê
O espaço está ficando apertado dentro do útero. Motivos para isso não faltam. O pequeno não pára de ganhar peso. Ele acaba de chegar aos 2,5 kg e, por isso, suas pernas e seus braços ficaram mais gordinhos nesta semana. Seu filho também deu uma espichada e, da cabeça aos pés, agora mede 45 centímetros. Como sempre, ele continua chutando, mas tem dado um tempo nos pontapés e em outras estrepolias. Afinal, o útero já não permite movimentos muito expansivos... Depois que ele nascer, aí, sim, vai voltar a dar muitos chutes e cambalhotas.

A gravidez

Sua barriga - que agora merece, com todas as honras, ser chamada de barrigão - subiu mais um pouco. São 35 centímetros de altura e, desse jeito, mal sobra espaço para a bexiga inflar. É tanta pressão que, a cada instante, ela cobra de você uma nova corrida até o banheiro. Mas a jornada da gravidez está quase no fim: faltam só cinco semanas para o bebê nascer. Você deve estar contando os segundos para o seu filho chegar e, com certeza, organizou todo o enxoval dele.
*** Como já disse antes as coisas do Matheus já estão todas prontas, a mala dele é linda! Vou ver se coloco fotos de um presente lindo que ganhei que é um organizador de roupas para a maternidade.
Mas até ontem não tinha arrumado as minhas coisas para levar para a maternidade, mas agora já está tudo pronto, tenho pijamas com camisa de botão, que são mais fáceis para amamentar, tenho absorventes para os seios e aqueles super fofos (rs) absorventes pós- parto (meudeus! o tamanho é assustador!!! rsrs). As calcinhas pós-parto também são umas fofuras! Parece que peguei emprestado da minha avó!
Não esqueci da cinta... que dizem fazer maravilhas pelos nossos corpinhos vazios após o bebê sair...
Nem preciso dizer que fico olhando para as nossas malinhas arrumadas e desejando já estar na hora de levá-las para a maternidade, falta tão pouco agora!!!!!!

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Gestante a bordo

Começei a dirigir aos 18 anos e não parei mais! Adoro!!!!
Tenho dirigido durante toda a gravidez, aliás, no começo pegava até a estrada (aproveitei que não tive nenhum sintoma ruim do começo da gravidez, pois acho que se tivesse enjoo, não teria ido longe...).

Mas desde que a barriga ganhou título de barrigão tenho ouvido muitas críticas quanto ao fato de estar dirigindo.

Todo mundo diz que faz mal, que força a barriga, que é perigoso... mas como a querida bloggeira do blog da grávida diz, devemos ligar nosso filtro de ouvido, e é isso que tenho feito...

Mas não sou uma louca maníaca por carros (rs) que não sei meus limites, então se por um acaso a barriga começar a encostar no volante paro de dirigir na hora, afinal estarei colocando em risco meu lindo filhinho. (Faltam 3 dedos para isso acontecer... então acho que meus dias de motorista estão contados...)

A legislação brasileira de trânsito não faz nenhuma restrição quanto mulheres grávidas dirigirem, mas não devemos esquecer de tomar cuidados extras e usar o cinto de segurança adequadamente.

Existe um Projeto realizado pela Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina que trata exatamente sobre o uso do cinto de segurança durante a gravidez. O link para o projeto é este aqui!


Seguem as principais orientação extraídas do projeto:


A mulher grávida quando motorista ou passageira de um veículo automotor deve:
• Usar sempre o cinto de segurança “tipo três pontos”;

• A parte pélvica do cinto de três pontos (faixa subabdominal) deve ser colocada abaixo da protuberância abdominal, ao longo dos quadris e na parte superior das coxas;

• A faixa diagonal deve cruzar o meio do ombro, passando entre as mamas e lateralmente
ao abdome, nunca sobre o útero;

• Nunca colocar a faixa superior do cinto por trás do tórax nem tampouco colocá-la sob o
braço ou na axila. Jamais sentar-se sobre a faixa inferior/pélvica (subabdominal) para utilizar unicamente a faixa superior/torácica (diagonal);

• Em veículos dotados de airbag utilizar apropriadamente o cinto de segurança e afastar o banco o máximo possível para trás, até o limite que permita o perfeito contato com o volante e com os pedais, quando na direção do veículo;
Amigas grávidas e futuras grávidas pretendem dirigir durante a gravidez?!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Mais um vídeo para alegrar a semana!!

Olás!!!
Liguem o som e divirtam-se com esse menino fofo, que só queria fazer igual à irmã!!! rsrs
video

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Divulgação Operação Sorriso

Olás!
Recebi a divulgação desta campanha da Operação Sorriso e achei que deveria repassar, afinal com informação podemos estar ajudando pessoas que precisam!!

Programa Cirúrgico do Rio de Janeiro (Ocorrem programas pelo Brasil inteiro)
De 06 a 14 de agosto de 2009

Estaremos realizando pelo segundo ano consecutivo um programa cirúrgico na cidade do Rio de Janeiro de 06 a 14 de agosto no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (Hospital do Fundo).
Com uma equipe multidisciplinar formada exclusivamente por voluntários não-médicos e profissionais de saúde brasileiros, o programa médico-humanitário pretende realizar cirurgias plásticas reparadoras em 100 pacientes portadores de fendas lábio-palatinas, prestar atendimento médico a todas as pessoas presentes à seleção que ocorrerão no dia 06 e 07 de agosto e, principalmente, continuar inspirando o desenvolvimento de políticas comprometidas com a auto-suficiência no atendimento médico de qualidade a pessoas portadoras de lábios leporinos e fendas palatinas no Estado.

Dia de seleção dos pacientes: 06 e 07 de agosto

Local: Hospital Universitário Clementino Fraga Filho

End. : Rua Professor Rodolpho Paulo Rocco, 255 - 1 andar - Ambulatório Cidade Universitária - Ilha do Fundão Rio de Janeiro - RJ

Fone para informações: 21-71523855

Dias das cirurgias: 10 a 14 de agosto

Não é necessário fazer pré-inscrição para tentar a cirurgia, apenas comparecer ao hospital no dia do exame e seleção dos pacientes, 6 ou 7 de agosto a partir das 8:00 hs da manhã. Forneceremos hospedagem e alimentação para pacientes de fora da cidade do Rio de Janeiro. Veja maiores instruções em "Como Conseguir Ajuda - Informações para Pacientes" neste site: http://www.operationsmile.org.br/portal/

domingo, 5 de julho de 2009

34 semanas


Estou na 34ª semana de gravidez

O bebê

Ainda faltam seis semanas para o seu filho ver o mundo. E hoje ele já tem todas as condições necessárias para se adaptar à vida fora do útero. Seus órgãos estão completamente formados, seus sentidos se aperfeiçoaram e o cérebro comanda uma gigantesca tropa de células que trabalha para que tudo funcione a contento. Ele também começou a desenvolver seu próprio sistema imunológico, que vai protegê-lo contra infecções leves. Na 40a semana, quando nascer, suas defesas ganharão um grande reforço extra após os primeiros goles de leite materno.

A gravidez

Conforme os dias passam, mais perguntas vão surgindo na cabeça da futura mãe. Quando chegará a hora do nascimento? Quais os tipos de parto e em que situações são indicados? Será que existe uma opção de anestesia para cada parto? Não deixe de esclarecer essas dúvidas. Pergunte tudo a seu obstetra, que a essa altura certamente virou um grande amigo. Enquanto o grande momento não chega, tente esquecer as preocupações e se concentrar em outras atividades. Faça uma visita ao quarto do bebê para checar se a mobília e os acessórios estão no lugar certo. Não se esqueça de que os móveis e os objetos devem, acima de tudo, atender às necessidades da criança.

sábado, 4 de julho de 2009

Roupas na gravidez

Sempre vi grávidas usando roupas muito esquisitas (estou sendo delicada…) e pensava que quando fosse minha vez não ia desfilar meu barrigão por aí com qualquer roupa.
Ir trabalhar de moleton (ou qualquer calça do gênero) e camiseta grande nunca passou pela minha cabeça... imagina a cena, você redonda e mal vestida... JAMAIS!!!
Por isso estou muito contente com o título de grávida fashion que ganhei no trabalho, pois estou sempre inovando no visual... já são poucas as roupas que servem bem e quando as achamos devemos nos jogar nelas! Por isso tenho abusado dos vestido soltinhos, mas que são acinturados abaixo do peito...afinal o que está bonito é para ser valorizado! E qual grávida não fica com o peito lindo?! No inverno vestido combina super com bota ou com uma meia grossa e sapatilha.
Sempre fui viciada em calça jeans, não consigo viver sem, então minha primeira compra na gravidez foi uma calça jeans para grávida, mas não é daquelas com aquele elástico preto enorme não, a calça é de elástico, mas este fica escondido dentro do cós da calça e assim não precisa ter botão nem zíper! A calça é linda, por um acaso é a que estou usando em todas as fotos do blog... e como podem perceber uso desde quando carregava minha ervilha até agora que o Matheus ocupa todo o espaço!! Indico comprar uma calça dessas, não pensem que é jogar dinheiro fora não, você vai usar bastante, pois depois dos 5 meses as calças comuns costumam incomodar, no meu caso, o botão apertava...
Com uma calça coringa e várias blusas você vai conseguir montar looks que vão deixar as não-grávidas com inveja!!!
Então queridas, aproveitem que a moda está super favorável para nós barrigudinhas e abusem dos vestido e blusas fashions!
Ah! Acabei de lembrar que sobreposições são a salvação das grávidas, invente a sua!

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Dicas para amamentação

Prepare-se
Cursos para gestantes podem ajudá-la a ter noções sobre o que é amamentar, como funciona a produção e ejeção do leite, como o bebê deve pegar corretamente no bico do seio. Correr atrás de informações é a melhor forma de se preparar para os desafios que podem surgir. Artifícios para tornar os mamilos mais resistentes, como passar a toalha de banho e tomar sol nos seios só devem ser feitos quando indicados pelo obstetra, pois cada mulher responde de uma forma aos procedimentos.

Peça apoio da família
É imprescindível que você se sinta acolhida e apoiada por seus parentes e amigos. Isso significa ter pessoas solícitas que não façam cobranças ou comparações e entendam que nesse momento você deve ficar disponível aos horários e exigências do bebê. O que muitas vezes significa atrasar os passeios, deixá-la dormir ou fazer sala para visitas fora de hora.

Seja flexível
Você não está sozinha. Cerca de 70% das mulheres têm dificuldade na amamentação. É bom saber que não é um processo 100% fisiológico, envolve também as emoções. E depende inclusive do bebê. Às vezes, ele não consegue sugar porque é muito sonolento ou não tem tônus muscular. Se a adaptação demorar e estiver muito difícil, converse com o seu pediatra sobre a possibilidade de você ordenhar seu leite e oferecer em um copinho. Isso não vai desacostumá-lo ao peito, pois nessa situação ele não estará sugando, apenas lambendo. É uma maneira de alimentá-lo e dar tempo para que a adaptação ocorra. Você vai se sentir mais segura de ver seu filho comendo e esse sentimento pode ajudar no processo de amamentação.

Faça suas regras
Existem alguns procedimentos que você precisa seguir para alimentar seu filho com mais tranqüilidade, mas não dá para fazer tudo que ouviu ou leu sobre o assunto. Algumas coisas, como a melhor posição, horário ou local, você só descobrirá na prática e em alguns casos só funcionarão com você e seu bebê. O importante é que os dois se sintam confortáveis.

Divirta-se
Você terá de ficar sempre disponível para os chamados do seu filho, mas procure também se distrair. Quando ele dormir, vá para a cama junto ou use esse tempo para correr até a manicure ou ler um pouco. Assim que o pediatra liberar o bebê para sair de casa, aproveite para passear e leve-o junto, nem que seja até a casa dos avós ou da sua melhor amiga. Isso vai ajudá-la a desestressar.

Escolha um local tranqüilo e confortável para amamentar
Nos primeiros 15 dias, procure ficar sozinha com seu pequeno, para não distraí-lo. Barulho e muita gente por perto podem agitar mãe e filho. Estudos já comprovaram que o alto índice de adrenalina, resultado de grande movimentação, pode inibir a produção de leite. Além disso, sozinha você terá mais liberdade para tomar decisões, livre de palpites. E sempre que possível prefira amamentar seu filho em locais iluminados, para que ele fique alerta e focado no que está fazendo. Se ele não se adaptar à posição tradicional, tente a invertida, mantendo-o na mesma posição, mas mudando de seio.

Cuide do bico dos seios
Embora a produção de hormônios torne os bicos mais resistentes, sempre há riscos de fissuras. Não existe método milagroso para curar isso. Para ajudar, evite lavar os mamilos imediatamente antes ou depois das mamadas. Como o leite tem efeito bactericida e hidratante, passe um pouco nos bicos após o aleitamento. Procure trocar o sutiã quando estiver molhado e só lave a região com água, sem passar nenhum produto. Uma opção, se racharem, é usar um bico de silicone nos mamilos.

Aprenda a pega correta
Para evitar dores e rachaduras no bico dos seios, o bebê deve fazer a pega corretamente. Se ele abocanhar somente o bico, tire-o do peito e o recoloque, até que pegue também boa parte da auréola. A boquinha deve estar bem aberta, com o lábio inferior voltado para fora e o queixo encostado na sua pele. O próximo passo é monitorar a efetividade da sucção. Covinhas e barulhos não são bons sinais. Quando a criança pega o peito corretamente, o leite sai em quantidade suficiente, ela engole tranqüilamente e a mãe não sente dor.

Não escute tanto os palpites
Prepare-se para ouvir dicas de todo mundo. As frases mais comuns são: "Seu leite é fraco", "Ele está com fome", "Acho melhor você começar com os complementos", "Passe logo para a mamadeira, é muito mais fácil". Diante desse bombardeio, a dica é não dar ouvidos. Acredite: segundo os especialistas, palpites errados são uns dos principais fatores responsáveis pelo desmame precoce.

Aproveite o seu companheiro
Ele pode ajudar mais do que você imagina. Um estudo americano chegou à conclusão de que o apoio do companheiro pode ser até mais útil para a mulher do que a ajuda profissional. Pediatras americanos constataram também que mulheres cujos maridos tiveram uma aula de 40 minutos sobre como lidar com os problemas mais comuns da amamentação tiveram 67% mais chances de amamentar seus bebês por mais tempo.

Crie uma rotina mínima
Procure manter certa disciplina no intervalo entre as mamadas, lembrando de descansar, tomar banho e comer. Organizar as refeições é necessário ou você só vai sentar para almoçar exatamente no horário em que o bebê quiser mamar. E, com fome, ninguém consegue amamentar direito.

Delegue
Quanto mais responsabilidades você delegar à empregada e aos parentes, mais tempo terá para se dedicar ao seu filho. Se tiver de pensar no cardápio da semana, fazer compras, cuidar do sofá manchado ou se as roupas do bebê secaram, não terá tempo nem paciência para lidar com o processo de amamentação. Peça ajuda e deixe os outros fazerem algumas coisas por você e poupe-se um pouco para o que só compete a uma mãe, que é amamentar.

fonte: revistacrescer.globo.com

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Continuando o assunto... amamentação

Uma das coisas que mais amedrontam as novas mamães é a dúvida se vai conseguir amamentar seu lindo bebezinho. Pois não se trata de apenas um questionamento, mas uma série deles... terei leite suficiente? sentirei dor? o bebê vai conseguir sugar? entre tantas outras...
Mas a questão é que diferentemente do que acreditamos a amamentação não é um ato puramente institivo, mas sim um processo de aprendizagem que envolve a mãe e o bebê, pois nenhum dos dois sabe muito bem o que fazer... por isso devemos nos informar bem antes de começarmos, pois não podemos nos deixar desanimar nas primeiras dificuldades, afinal amamentar é a melhor coisa que podemos fazer pelos nossos pequenos!!!
E não é bom só para eles não, faz muito bem à mãe! Descobri um artigo super legal sobre os benefícios da amamentação para a mãe no site do guia do bebê.


"Amamentação diminui o risco cardíaco nas mamães
Amamentar é proporcionar aos bebês todos os nutrientes e proteção que os pequenos precisam durante os seis primeiros meses de vida. Isso é uma afirmação que a maior parte das mamães já sabe de cor e salteado.
Agora, nem todos sabem que amamentar faz bem para a saúde da mamãe. E se afirmarmos que amamentar diminui o risco da mamãe sofrer de doenças do coração? Quase nenhuma sabe.
Um estudo publicado na revista “Obstetrics and Gynecology” relata que amamentar diminui o risco de doenças cardíacas no futuro. O trabalho analisou 139.681 mulheres após passarem o período da menopausa e destacou que o grupo de mulheres que amamentou seus bebês por pelo menos um mês apresentou pressão arterial mais baixa, menor nível de colesterol e menor incidência de diabetes que são os grandes vilões das doenças cardíacas.
Autora do estudo e professora de Medicina da Universidade de Pittsburgh, Eleanor Bimla Schwartz afirma que o risco de se ter algum problema cardíaco caiu 10% nas mulheres que amamentaram seus filhos até mais de um ano de idade.
As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte entre as mulheres. Estimular a amamentação, segundo o estudo americano, diminui os riscos das mulheres apresentarem fatores que levem à doenças cardíacas
Mais benefícios - Lembramos, ainda, que amamentar traz outros benefícios para a mulher, como perda do peso ganho com a gestação, o corpo volta ao normal mais rápido, menor risco de hemorragias pós-parto, menor o risco de alguns tipos de câncer e menor o risco de anemia.
Amamentar não é fácil e nem natural, procure um especialista como pediatras e fonoaudiólogos que possam dar orientações corretas de como amamentar sem o risco de desmame precoce."
imagem retirada do google